manhã

Era 2 de março ou 2 de agosto,nunca decoro datas,mas era cedo ,ela tinha na mão um cigarro e um saco de pães,o cabelo curto e os olhos matinais “Você só sabe escrever,não sabe viver!”ela disse aquilo que eu já sabia de cor,mas fazia questão de mascarar as palavras,fingindo que aquilo era uma piada,uma piada individual,mas era uma piada,esquecendo que para mim,a vida nunca foi uma piada “Você é um viciado!”ela disse com um cigarro na mão e a terrível face de ressaca,eu disse “Nem tudo foram flores em minha vida!”e lhe dei a reposta mais hipócrita que eu podia dar,mas a única que eu podia dar.
Então 2 meses depois eu a vi.Ela me apresentou seu novo rapaz. “Tudo bem?” diz o rapaz enquanto sorri e estende a mão
Eu o soquei.
O fiz engolir seus maravilhosos dentes um pouco amarelados devido ao fumo,o fiz engolir seu próprio sangue,vermelho como eu nunca tinha visto, mas que se escureceu ao misturar se com o cinza e o preto do chão,o fiz olhar para o mundo com apenas um olho,o fiz entender que não estava tudo tão bem assim.
E ela, sabia que eu faria isso, eu sempre faço isso.
Embriagado me jogo na linha do trem, devia ser tarde o céu não me dava nenhuma luz, mas deitei me e esperei a luz reta engolir minhas pernas, arrancar o meu fígado e de olhos abertos vejo dilacerar meu coração.
Se eu sou dramático?
Não!
Ela sabia que eu faria isso, eu sempre faço isso.

Anúncios

~ por Cesar em 11/11/2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: