mais água no mate

cigarro

É muito fácil gostar de quem te perde.

Eu só queria voltar para o dia em que de mim, você gostava. Ver seus olhos baixos e saber que se eu tocasse o seu rosto eu teria uma boa resposta. Abraçar-te no meio de todos e fazer do centro o nosso canto. Parar de ouvir e enxergar e apenas sentir o que ambos não sentíamos a tempo. Deus sabe que a vida não foi justa, mas quem somos nós para reclamar. Sentir o adeus como um corte, mas mesmo assim deixar ir. Embriagar a vingança, sentir esperança e não querer vomitar. Porque nós somos jovens, ainda somos fortes e só queremos brincar. Eu só queria ter seu rosto de volta e a maciez aflita de uma quase manhã. Nossa mãe nos ensinou a nunca falar com estranhos. Embriagados não possuem regras. Segurava meu rosto e me mordia,       conferia. Queria ver meu rosto direito, queria ver se eu realmente prestava. Tive medo do seu julgamento e me abaixava envergonhado. Beijou meu peito, quase sem jeito, levantou meu rosto, quase sem gosto, e me disse do jeito errado “Me morde, me abraça, me leva, que hoje estarei só do seu lado!”.

Anúncios

~ por Cesar em 09/24/2012.

Uma resposta to “mais água no mate”

  1. Encantaste-me com o teu sentido desabafo, parabéns.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: